5 passos para abrir um consultório ou clínica

A abertura de um consultório médico ou odontológico é a meta de muitos profissionais, que desejam dar este importante passo em suas carreiras. Entretanto, trata-se de um processo que pode se mostrar um grande desafio.

Para ajudar a garantir o sucesso, é importante que o médico, dentista e demais profissionais da área da saúde se atentem a alguns passos essenciais. É válido lembrar que as formações destes profissionais não costuma incluir conhecimentos em gestão e marketing, o que pode complicar a abertura ou sucesso de uma clínica ou consultório.

De uma maneira geral, é preciso investir em planejamento para ajudar a concretizar o plano do profissional, o que também ajuda a evitar erros. Por isso, é essencial:

1. Pensar na estrutura do consultório

É de extrema importância pensar na estrutura ideal do consultório, antes mesmo de escolher uma localização e um imóvel.

Se a ideia é oferecer teste de biologia molecular, por exemplo, é necessário haver espaço para isso. É recomendável que o profissional pense nas salas e também nos equipamentos que precisa dispor, seja um consultório médico ou odontológico.

É possível abrir um consultório de especialidade única ou até mesmo uma clínica ou consultório em sociedade. Para ambos os cenário, alguns espaços são essenciais, como sala de espera, banheiros e salas para atendimentos.

Dependendo das especialidades e da dimensão do consultório, também pode haver salas para exames, como o exame de biologia molecular. Ter um espaço para os funcionários, como uma copa e banheiros é outra demanda.

Depois de definir a estrutura necessária, o profissional pode começar a planejar a escolha da melhor localização e procurar um imóvel para a clínica.

2. Escolher um bom imóvel, com ótima localização

Muitos profissionais negligenciam a necessidade de escolher um bom imóvel e que esteja localizado em um bom lugar. Por isso, depois eles podem ter dificuldade para ver o negócio deslanchar.

É válido que o médico ou dentista avalie os seguintes pontos:

  • Facilidade de acessar ao imóvel, mesmo por transporte coletivo;

  • Proximidade de pacientes ou fornecedores de algodão hidrófilo, por exemplo;

  • Possibilidade de ampliação do imóvel, acompanhando crescimento do negócio;

  • Se o imóvel atende todas as exigências de órgão regulatórios.

Com tais questionamentos em mente, é mais fácil o profissional escolher corretamente o bairro e imóvel.

3. Fazer um planejamento financeiro

Planejar com cuidado os custos é necessário tanto na abertura do consultório quanto depois, em situações de ampliação ou na compra de equipamentos, como um fotopolimerizador dentista, dentre outros aparelhos e produtos.

É importante ressaltar que qualquer empreendimento pode demorar para prover retorno financeiro. Por isso é necessário investir no consultório até que ele seja capaz de dar lucro.

É imprescindível investir em um imóvel, mas também nos aparelhos, móveis e decoração, além de fazer uma divulgação adequada.

Portanto, vale a pena dedicar-se à elaboração de um planejamento financeiro, envolvendo desde o custo do aluguel até a compra de rolo de algodão, gastos fixos e variáveis.

4. Reunir os documentos necessários

As clínicas, consultórios e demais estabelecimentos médicos também precisam ser regularizados pela ANVISA, Corpo de Bombeiros, dentre outros órgãos. Além disso, o profissional precisa seguir todas as normas do CFM (Conselho Federal de Medicina).

Trata-se de um processo burocrático e que pode ser complicado. Portanto, pode valer a pena contratar um profissional que possa auxiliar nesta etapa.

5. Investir na gestão do negócio

A gestão médica do consultório é outra questão bastante importante para que ele seja um empreendimento de sucesso. É necessário se preocupar com as consultas e atendimentos, mas também garantir que o paciente terá uma experiência positiva em todas as etapas.

Isso inclui sala de espera, divulgação e atendimento completo. No caso de dentistas que aplicam resina acrílica odontológica, para se ter uma ideia, é preciso que o paciente aprove completamente o serviço.

Por isso, é bastante recomendável o uso de softwares médicos, que ajudam a otimizar os processos. Assim, é mais fácil entender como o consultório funciona na prática e até a orientação dos colaboradores se torna mais eficiente.

A recomendação final é que o profissional que deseja abrir um consultório ou clínica de sucesso se mantenha atualizado, tanto com relação ao próprio exercício da profissão quanto com questões relacionadas ao empreendedorismo, plano de negócios e divulgação de serviços da área médica.

Seguindo os passos e se mantendo informado sobre questões referentes à área, aumentam as chances de o médico ou dentista alcançar sucesso na abertura de seu negócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *