7 tratamentos disponíveis em uma clínica dentária

Os dentes funcionam como um cartão de visita para qualquer pessoa. Afinal, ninguém resiste a um bom sorriso, não é mesmo?!

Entretanto, para garantir não só o aspecto estético como a saúde bucal em um todo, é preciso manter os cuidados em dia.

Para ter uma ideia, 39 milhões de brasileiros sofrem com a perda de parte ou de todos os dentes, por conta da falta de cuidados, como escovação, limpeza, dentre outros procedimentos.

Os dados são do estudo Percepções Latino-Americanas sobre Perda de Dentes e Autoconfiança, feito pela Edelman Insights e divulgado pela Saúde IG.

Por essa razão, separamos 6 tratamentos disponíveis em uma clínica dentária, para você ficar em dia com os seus dentes. Acompanhe logo abaixo.

 

1. Extração

extração dentária é um dos principais e mais comuns procedimentos de qualquer clínica dentária. Em suma, a retirada do dente pode acontecer por inúmeros motivos, como:

 

  • Morte da raiz;

  • Cáries e infecções;

  • Diabetes;

  • Traumas por acidentes;

  • Alinhamento de dentes;

  • Dentre outros fatores.

 

Há diversos acontecimentos que viabilizam a extração de dentes, como acontece com o dente do siso, por exemplo.

Cabe lembrar que o procedimento é feito com anestesia potente e equipamentos que impedem que o paciente sinta dor. A cicatrização de dente extraido demora, em média, de 10 a 15 dias.

 

2. Cirurgia periodontal

Este tipo de procedimento é realizado por um periodontista, que fica incumbido de tratar a doença relacionada às gengivas do paciente.

Essa implicação acontece por conta do acúmulo de placa bacteriana ao redor dos dentes.

Com isso, as bactérias se multiplicam e formula uma película, capaz de inflamar o tecido das gengivas, o que resulta na famosa gengivite.

Em casos mais extremos, é necessária a realização de um procedimento cirúrgico. Por conta disso, muitas pessoas buscam por cirurgia gengival valor, mas o procedimento é recomendado em situações emergenciais.

Salvo isso, a gengivite pode ser tratada e revertida com o uso do fio dental e duas escovações por dia com um creme dental à base de flúor.

A placa bacteriana e os resíduos oriundos da alimentação são removidos por meio de práticas de higiene bucal adequadas para limpar os dentes e eliminar a placa bacteriana na linha da gengiva.

Por conta disso, é muito comum que o profissional que trabalha em clinica de odontopediatria auxilie as crianças a escovarem os dentes de forma correta.

 

3. Implante

Os implantes são indicados para quem necessita da substituição de um ou mais dentes. Neste sentido, alguns pinos são instalados e, posteriormente, as próteses são postas sobre eles.

Geralmente, o implante serve para estabilizar a dentadura ou, até mesmo, fazer a troca de uma prótese parcial por uma fixa, uma vez que os dentes podem ser repostos sem desgastar os demais.

 

4. Endodontia

O procedimento é muito específico e consiste na remoção de tecido mole, muito comum depois da realização de um canal, por exemplo.

Conhecido como polpa, o pequeno tecido pode estar vivo, inflamado ou até mesmo necrosado.

Com a remoção, o dentista esteriliza o local e o preenche com obturação, com material próprio para o procedimento.

 

5. Canal

Quando a polpa do dente está infeccionada é necessário realizar o canal. A polpa é responsável pela dentina, material que forma o dente.

Ou seja, quando ela está lesionada ou, até mesmo, morta, significa que está na hora de canalizar o local.

O procedimento desinfeta toda a área ocupada pela polpa, assim como os canais por onde passam os vasos sanguíneos.

Sem a polpa, o dente para de crescer. Por conta disso, profissionais da odontopediatria evitam retirá-la por completo das crianças que realizam o tratamento de canal.

Por fim, toda a parte contaminada é retirada. No caso do tratamento infantil, a parte boa da polpa continua intacta. No final do processo, o profissional tampa o local com resina.

O canal mantém o dente em perfeitas condições, mas este não possui mais sensibilidade, pois está praticamente morto.

No entanto, ele não interfere em nada durante a mastigação e demais aspectos da arcada dentária.

 

6. Aparelho ortodôntico

Quando tudo sobre odontopediatria, a colocação de aparelho é uma as primeiras coisas que aparecem na internet. Isso porque o equipamento deve ser indicado desde os primeiros anos de vida de uma criança.

É claro, os adultos também colocam o aparelho dentário, mas o recomendado é que a criança que aparenta ter problemas na arcada dentária o coloque rapidamente.

Para ter uma ideia, o equipamento tem como finalidade o alinhamento dos dentes, promovendo a melhora da mastigação, assim como um sorriso mais bonito e saudável.

 

Conclusão

Os procedimentos mencionados neste artigo são os mais procurados nas clínicas odontológicas. Portanto, não deixe de visitar o profissional dentista regularmente, para manter a saúde bucal sempre em dia e livre de complicações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *