Como controlar a glicemia no dia a dia

Se você tem diabetes, ou conhece alguém que tem, certamente, sabe que é super importante controlar os valores de glicemia

De uma maneira geral, manter os níveis ideais de glicemia, é um indício de estabilidade, o que faz com que a vida do diabético possa ter qualidade.

De acordo com a Federação Internacional da Diabetes (IDF), os valores médios para a maioria das pessoas com diabetes, são os seguintes:

  • Em jejum (glicemia plasmática em jejum): menos de 115 mg/dL
  • 2h após as refeições (glicemia plasmática pós-prandial): menos de 160 mg/dL

Em nenhum horário do dia deve ser observado valores menores que 70 mg/dL, podendo se tratar de hipoglicemia. Situação extremamente perigosa e que deve ser evitada.

É importante dizer que os valores de cada pessoa devem ser definidos, individualmente, pelo seu médico.

Mas há formas de evitar que os níveis de glicemia oscilem. A seguir você tem as principais recomendações de médicos e nutricionistas. 

Mantenha o seu peso controlado

De uma maneira geral, independentemente do tipo de diabetes, 1 ou 2, o controle de peso deve ser considerado.

Além de ajudar a manter os níveis de glicemia ajustados, o peso controlado evita que o paciente acumule outra doença, como por exemplo diabetes mais cardiopatia.

Dessa maneira, o peso descontrolado, ou seja, o excesso de peso, especialmente, quando há gordura abdominal acumulada, afeta diretamente a produção de insulina, o hormônio responsável pela regulação da entrada de glicose nas células.

Isso mantém a glicemia controlada, evitando que as funções do organismo, principalmente rins, fígado e pâncreas, deixem de funcionar.

Dê preferência aos alimentos com baixo índice de glicemia

De uma maneira geral, os carboidratos com baixo índice glicêmico são absorvidos de forma mais lenta e gradual pelo organismo.

Isso faz com que evite as elevações inesperadas da glicemia após as refeições, o que demanda menos produção de insulina do organismo.

Alimentos com baixo índice glicêmico são aqueles com mais fibras e água, como por exemplo:

  • batata doce;
  • brócolis;
  • abóbora;
  • pêra;
  • morango;
  • manga;
  • maçã,
  • e abacate.

Mantenha o mesmo horário de refeição

Permanecer com a mesma rotina de horários das suas refeições irá ajudar a evitar oscilações do nível de sua glicemia. 

Considere as principais refeições como café da manhã, almoço e jantar, estabeleça um horário para elas. 

Além disso, acrescente lanches entre cada refeição, com 2 horas de intervalo. Ou seja, não pule refeições e não fique sem comer para evitar picos ou baixas de glicemia.

Conheça loja de produtos hospitalares

Faça periodicamente o monitoramento da glicemia

Você deve realizar periodicamente o monitoramento dos níveis de sua glicose com o auxílio do glicosímetro. Isso o ajudará a evitar mal-estar e certas complicações. 

Realizando isso diariamente, você conseguirá saber se está mantendo um nível ideal, se o  açúcar está sob controle ou se há algum tipo de descompensação.

Os horários ideais para realizar as medicações são em jejum, antes e depois das refeições.

Não deixe de fazer atividade física regularmente

Realizar algum tipo de atividade física, além de auxiliar no controle do peso, irá ajudar a manter um bom controle do índice glicêmico, principalmente no paciente diabético tipo 2. 

Mas não esqueça de procurar os profissionais corretos para te auxiliar na prática dos exercícios físicos ideais para você.

Além disso, siga os conselhos de seu médico, ele é o melhor profissional para te indicar o que é ideal para você.

Texto: Real Guide

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *