Equipamentos de laboratório que você não conhece

Os equipamentos de laboratório são extremamente importantes para o funcionamento do local acontecer de forma simples. Alguns materiais são bem conhecidos, como microscópio e tubos, além de suportes ideais para os armazenamentos desses produtos. No entanto, existem outros equipamentos que são utilizados recorrentemente, porém não são conhecidos popularmente. Serão abordados em alguns tópicos, os materiais que podem apresentar à você, um novo conhecimento.

Principais equipamentos usados em laboratórios

Começaremos pelo micrótomo, um aparelho que visa fazer cortes microscópicos em espessuras pequenas de materiais biológicos ou resinas específicas, auxiliando o uso do microscópio ótico. Por possuir diversas versões, o micrótomo manual pode ter duas opções.

O primeiro é o cilíndrico, que possui uma matéria de aço inoxidável, uma lâmina de vidro e um clipe interno para fixação, onde o material pode ser colocado facilmente. Quando se roda o pequeno ajuste da base, o aparato aumenta no cilindro e pela faca da lâmina de vidro, formam-se as pequenas partes. Uma vez que essas células podem morrer rapidamente, a fixação, antes do uso do aparelho, garante a preservação desses materiais.

Existe também o micrótomo manual rotativo onde o equipamento consiste em volante, um braço, uma faca de aço e uma mostra, dessa forma, o volante faz com que a faca produza inúmeros cortes da amostra, permitido a análise.

Segundo uma pesquisadora da Unicamp, o criostato consiste em um maquinário para pesquisas muito recentes. Ele é capaz de receber líquidos criogênicos em temperaturas ideais próximas à zero. Em casos não urgentes, podem ser usados como tecnologia de clima frio. Pode tanto ser usado para temperaturas baixas, como para ressonâncias ou micrótomo, onde seus compressores realizam o resfriamento e trabalham com a parte cortada da célula.

Atualmente, o criostato tem sido adaptado conforme às mudanças da tecnologia, portanto podem controlar as temperaturas separadamente para aumentar a velocidade de resfriamento, barra de congelamento e limpeza automática de possíveis danos. O criostato preço é razoável, dependendo do lugar em que for comprado, modelo e usabilidades, pois, ainda é um aparelho recente.

Já equipamentos responsáveis pela medição e transferência rigorosas ou leves têm como função medir números variáveis, onde apresentam um valor fixo. Esse material, que pode ser manual ou digital, tem o nome de pipeta. É claro que produtos como esses, exigem um cuidado maior, pois a cada uso, há um risco de desgaste, atrapalhando no funcionamento e nos resultados da experiência, sendo necessário que todos os equipamentos passem por calibração.

Esse processo permite manter a funcionalidade dos aparelhos e liberá-los para executarem sua tarefa normalmente. As empresas ganham uma ótima relação de custo-benefício, podendo fazer o serviço com o material adequado.
O quinto produto trata-se de um recipiente parecido com aqueles que são usados para medir a quantidade necessária para produção de determinado alimento, conhecido como Becker – tem função de medir o estado inicial da substância, até o momento em que ela reaja e aumente no estado final. São produzidas em diversas formas e tamanhos, e, comumente, o becker de vidro é usado como o equipamento mais seguro para manter as substâncias apenas no seu recipiente.

Uma vez que as reações acontecem por algum meio que o provoca, esse fato pode expor o cientista a lesões ou queimaduras, portanto, é ideal evitar acidentes em casos de aquecimentos durante as análises. Um copo becker preço está em uma faixa acessível, variando de acordo com a quantidade que será suportada. Maiores quantidades demandam um preço mais alto.

Outros equipamentos de laboratórios

Outros produtos que podem ser conhecidos:

  • Bico de Bunsen;
  • Tela de Amianto;
  • Vidro Erlenmeyer;
  • Vidro de Relógios;
  • Frasco de Kitasato;
  • Pistilo;
  • Agitador Magnético;
  • Balança Analítica;
  • Pompete;
  • Balão de fundo redondo;
  • Cilindro graduado;
  • Estufa;
  • Banho Maria;
  • Capela;
  • Pisseta;
  • Colher de deflagração;
  • Mufla;
  • Gobelé;
  • Exsicador.

    Por fim, esses materiais são essenciais para o bom funcionamento de um laboratório e a aquisição desses por meio de um lugar confiável facilita a convivência e o avanço das pesquisas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *