Não passei no exame admissional: E agora?

Ao contratar um novo empregado para empresa, o setor de Recursos Humanos deve dar atenção a muito mais do que a experiência, a qualificação e o perfil profissional do candidato.

Também há outros procedimentos obrigatórios envolvidos na seleção, e um desses exames é o admissional, que visa garantir a segurança do trabalho.

O exame admissional tem o objetivo de conferir a saúde do profissional, para saber se ele está fisicamente capacitado para realizar as funções do cargo que irá desempenhar na empresa.

O Ministério do Trabalho, juntamente com a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), impõe regras para serem seguidas por todas as empresas.

Neste sentido, o exame admissional é uma dessas regras e deve ser realizado em todas as empresas, além dos exames periódico e demissional.

O exame admissional consiste na aplicação de testes físicos e mentais aos pacientes, obrigatoriamente por um profissional especializado em medicina do trabalho.

Este também deve perguntar os hábitos do candidato, como por exemplo, a prática de exercícios físicos e a ingestão de bebidas alcóolicas por parte do paciente.

Além deles, há outros exames ocupacionais que são obrigatórios, como o exame periódico, que deve ser feito de tempos em tempos para verificar se o funcionário não adquiriu nenhuma doença depois de ter sido contratado.

É um procedimento de rotina que deve ser visto pela empresa como um investimento de segurança. Além do exame periódico, há os exames de mudança de função, retorno ao trabalho e demissional.

Para quê serve o exame admissional?

O exame admissional tem diversas finalidades bastante úteis para a empresa e para o funcionário. São elas:

  • Assegurar de que está havendo a contratação de empregados aptos a exercer sua função com eficiência;
  • Evitar prejuízos legais por não cumprimento de normas obrigatórias;
  • Reduzir acidentes no ambiente de trabalho;
  • Evitar o absentismo motivado por doenças dos funcionários;
  • Minimizar injustiças para o funcionário em caso de acidente ou doença;
  • O funcionário pode oferecer um atestado de boa saúde, provando, em caso de futuros transtornos, que a doença foi adquirida após a contratação.

É obrigatório que o exame admissional seja realizado antes do funcionário passar a assumir suas atividades. Caso contrário, há vários transtornos que podem ser enfrentados posteriormente.

Razões para realizar o exame anteriormente ao início do exercício

O primeiro é, com certeza, um problema a ser enfrentado com a lei, já que no âmbito legal e também no trabalhista, o exame admissional é considerado uma norma.

Também pode ocorrer de um funcionário alegar que adquiriu alguma patologia após a contratação pela empresa e recorrer a um processo trabalhista que pode gerar altos custos de tratamento para uma empresa.

Tudo isso desnecessariamente – já que o atestado do exame admissional pode mostrar que, na verdade, o empregado já era portador da doença -, não sendo responsabilidade da empresa o tratamento.

Além disso, pode ser prejudicial para a empresa, em um sentido de queda de produtividade, já que há o risco de contratação de funcionários com problemas de saúde, o que acarretará em muitas licenças médicas e faltas.

Um exame admissional pode ser feito em uma clinica de vacina particular, uma clínica especializada em medicina do trabalho ou um laboratório para a realização de exames.

O único requisito é que um médico do trabalho assine o atestado de realização do exame. Muitas clínicas nem mesmo exigem agendamento do exame, bastando o candidato chegar para sua realização.

Todos os custos relacionados aos exames ocupacionais, ou seja, o exame admissional, periódico, de mudança de função, de retorno ao trabalho e demissional, são obrigatoriamente de responsabilidade do empregador.

O exame admissional preço varia entre R$20,00 e R$50,00, dependendo do porte da cidade onde está localizada a clínica e da própria clínica.

É válido ressaltar, portanto, que o candidato não pode arcar com esse valor em hipótese alguma, sendo uma obrigação da empresa. Se o dinheiro sair do bolso do candidato, este deverá ser reembolsado.

Para não haver nenhum transtorno para o funcionário nem para a empresa, é importante que seja escolhida uma clínica de confiança para a realização do exame.

É preciso ter a certeza de estar se fazendo o exame em um lugar sério e confiável, além de reputação e legalização para que o exame seja realizado com regularidade e segurança para o candidato ao emprego.

O exame admissional em Campinas deve ser marcado após a certeza de se ter escolhido um local de confiança, na região, para a sua realização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *