Os cuidados ideais para idosos em hospitais

É inevitável: à medida que o nosso corpo envelhece, ele se torna cada vez mais vulnerável a diversas doenças. Isso, por sua vez, faz com que idosos, de modo geral, tenham mais chances de serem internados em hospitais do que pessoas mais jovens, e por períodos mais longos.

Apesar de essa ser uma solução adotada visando a recuperação da saúde (ou, ao menos, os cuidados paliativos, no caso de quadros mais graves e com baixas chances de reversão), pode facilmente fazer com que a situação do paciente se degrade ainda mais. Isso pois, em um estabelecimento de saúde, há a chance de incidentes como:

  • Feridas de pressão (escaras);

  • Contração de infecções hospitalares;

  • Acidentes causados pela baixa mobilidade;

  • Quadros psicológicos, como depressão.

A boa notícia é que, por meio da adoção de algumas boas práticas, é perfeitamente possível usar o período de internação para fazer com que os idosos recuperem a sua saúde. Confira algumas dicas a respeito disso a seguir:

  1. Uso de uma cama adequada

Pessoas que passam muito tempo encamadas, sejam em casa ou em um hospital, costumam apresentar escaras.

Elas nada mais são do que feridas na pele, causadas pela pressão realizada por ossos e outros tecidos sobre as regiões que ficam em contato com a cama.

Quando não evitadas e administradas, elas podem se infeccionar e piorar ainda mais o quadro do paciente.

Felizmente, existem maneiras de evitá-las. Uma das principais é investir na compra ou locação de cama hospitalar de qualidade, que ajude a distribuir a pressão causada pelo próprio corpo.

Do mesmo modo, é preciso mudar o paciente de posição várias vezes ao dia (normalmente, recomenda-se que isso seja feito a cada duas horas), bem como usar almofadas, sejam elas de ar, de gel ou preenchidas com líquidos, para melhorar o conforto.

Vale ressaltar que essa última medida não vale apenas para quando ele está na cama, como, também, na cadeira de rodas ou acomodado em qualquer outra peça.

  1. Manutenção da higiene

Uma das principais preocupações de profissionais de saúde no tocante a pacientes internados são as infecções hospitalares. Isso pois, devido ao uso de antibióticos ser comum nesses ambientes, as bactérias neles presentes são muito mais fortes, e, as doenças causadas por elas, muito mais difíceis de tratar.

Além de reduzir a estadia do paciente no hospital ao menor período possível, recomenda-se fazer com que ele siga uma rigorosa rotina de higiene pessoal enquanto estiver em suas dependências.

Caso sua mobilidade esteja comprometida, deve-se contar com a ajuda da equipe de enfermagem, além do uso de itens como uma fralda para adulto. Tudo isso faz com que as chances de infecções caiam, e que o paciente mantenha sua dignidade e autoestima.

No entanto, é preciso ter em mente que, assim como no caso de muitos outros segmentos, nem todas as empresas e profissionais que atuam neles são dignos de confiança.

Por conta disso, tanto ao contratar enfermeiros quanto ao comprar um carregamento de fralda descartavel para pacientes, é preciso pesquisar a respeito da reputação da empresa ou profissional em questão, buscando, sempre que possível, referências.

  1. Preservação da mobilidade

Pessoas que passam muito tempo de cama costumam enfrentar a atrofia muscular. Por conta disso, quando elas se recuperam, muitas vezes têm que reaprender a andar e a realizar outras tarefas que, anteriormente, eram extremamente simples.

A boa notícia é que isso pode ser evitado (ou, ao menos, mitigado) ainda durante o período de internação: basta encorajar o paciente a se movimentar.

É possível, por exemplo, usar uma cadeira de rodas elétrica para que ele se locomova pelo hospital, fazendo com que, ocasionalmente, saia da cama.

Da mesma maneira, é muito importante que o hospital conte com uma boa equipe de fisioterapeutas.

Esses profissionais poderão realizar exercícios de mobilidade até mesmo em pacientes que estão com os movimentos muito reduzidos, mantendo-os ativos.

  1. Assistência psicológica

Por último, mas não menos importante, é preciso considerar que não adianta nada o estabelecimento contar com os melhores profissionais e usar apenas material hospitalar de altíssima qualidade se não fornecer suporte emocional a seus clientes.

Isso é importante pois, quando a saúde física se desgasta, há um favorecimento para o surgimento de quadros como depressão e ansiedade, que, por sua vez, podem prejudicar a saúde do corpo.

Portanto, é muito importante que o local tenha uma equipe de psicólogos e psiquiatras sempre a disposição de seus pacientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *