Procedimentos estéticos invasivos e não invasivos

estéticos

O trabalho em excesso vem causando uma rotina não muito saudável para as pessoas. Isso tem marcado toda uma geração, conhecida como os sedentários, que buscam por procedimentos estéticos.

No entanto, em um sentido inverso, as mesmas pessoas estão procurando novas formas de mudar os hábitos ou então alterar a estética do corpo para parecer mais bonita e elegante.

Desse modo, muitos componentes são responsáveis pela alteração de hábitos como a atividade física e qualidade de vida. Também há os chamados métodos invasivos e não invasivos.

Nesse texto abordaremos ambos os lados, bem como demonstrar que a mudança de hábitos pode começar por pequenas ações como a troca de determinados alimentos e componentes no cotidiano.

A mudança de hábitos começa nos pequenos detalhes

Ficar bonito, elegante, e atraente depende de variados fatores, que vão desde o fortalecimento do intelecto, até a realização de procedimentos estéticos invasivos e não invasivos.

No entanto, para que a saúde e o bem-estar sejam garantidos no cotidiano, e que você não esteja acompanhado ainda de um médico, é possível alterar pequenos detalhes na rotina, e principalmente, na alimentação, que permitirá uma maior qualidade de vida.

Alguns pontos trataremos abaixo como:

1. Redução da ingestão de sódio

A maioria dos alimentos que comemos no dia a dia são compostos de sódio, popularmente conhecido como sal.

São variados os alimentos que possuem grandes quantidades de sódio e que são consumidos por quase todas as pessoas, são exemplos:

  • Pães;
  • Batatas fritas;
  • Hambúrgueres;
  • Ketchup.

Desse modo é necessário reduzir a ingestão desses alimentos, ou então, cortar todos esses elementos. Uma forma é reduzir o consumo de alimentos industrializados, e os níveis de sódio evitam o desenvolvimento de doenças como elevação de pressão arterial.

2. Praticar exercícios físicos

A prática de exercícios físicos é essencial para manter a saúde e o bem-estar. Em alinhamento com a massagem redutora de medidas (procedimento não invasivo) é possível manter a qualidade de vida em alta, além de manter o controle do colesterol, a diminuição da pressão muscular e o fortalecimento dos ossos.

Assim, esses e outras mudanças estéticas são essenciais para uma qualidade de vida.

Procedimentos estéticos não invasivos

Os procedimentos estéticos não invasivos são chamados assim, pois não se enquadram no quesito: cirurgia plástica, como a cirurgia plástica na barriga.

Esses procedimentos atuam tanto para ajudar a emagrecer como para modelar o corpo.

Falaremos sobre dois principais tipos de procedimentos:

1. Ginástica localizada

Esse tipo de procedimento utiliza movimentos repetidos, e como o nome indica, é focada em alguns grupos de músculos. Isso funciona da seguinte forma: um determinado exercício é feito em uma região de músculos, há uma pausa, e então é feito outra sequência.

Há muitos benefícios para esse tipo de atividade como: definição de músculos e resistência muscular, desenvolvimento da capacidade motora e melhoria do sistema cardiovascular.

2. Criolipólise

A criolipólise para culote é um tipo de procedimento estético não invasivo com um único objetivo, a redução da gordura localizada no culote, conhecida também como região lateral da coxa.

O procedimento consiste no congelamento das células de gordura nessa região e depois é realizado uma aspiração à vácuo. Para que o procedimento seja seguro é aconselhável que seja feita a cada três meses e por profissionais certificados e qualificados.

Procedimentos estéticos invasivos

Além dos procedimentos estéticos não invasivos e atividades não invasivas, há um conjunto de atividades que são consideradas invasivas e quase todas estão ligadas à cirurgia plástica.

Uma das cirurgias mais realizadas são as mamoplastias. Elas consistem em procedimentos de aumento de mama com prótese de silicone definitiva, redução de mamas, reconstrução e até para levantas os seios.

Abaixo falaremos sobre alguns desse procedimentos:

1. Mamoplastia de aumento

É a cirurgia que aumenta os seios por meio de próteses de silicone. São feitas em grande parte para melhoria da autoestima.

O tamanho da próteses varia conforme o corpo e as orientações do médico.

2. Mamoplastia redutora

São cirurgias plásticas para diminuição das mamas. São feitas para mulheres que possuem os seios muito avantajados e que causa dor nas costas de forma constante.

A redução permite uma melhora na qualidade de vida.

3. Mastopexia e processos estéticos

São feitas para levantar a mama, quando está caída ou então flácida.

É comum ser feita em mulheres a partir dos 50 anos.

4. Reconstrução com procedimentos estéticos

É feita para alterar a forma e o tamanho da mama. São feitos em situações em que ocorre remoção total ou parcial da mama por situações de câncer.

Assim, vimos que para manter a saúde é preciso criar novos hábitos alimentares, procedimentos estéticos invasivos ou não invasivos. Isso permite também melhoria na qualidade de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *