Saia do sedentarismo: aprenda a fortalecer os músculos em poucos passos

Muitas pessoas investem em exercícios funcionais com o objetivo de fortalecer os músculos.

A intenção, normalmente, é estética: a ideia é tornear o corpo pra não fazer feio na praia, ou com uma roupa mais justa.

Contudo, poucos sabem que o fortalecimento muscular também proporciona muitos benefícios à saúde de quem se dedica a isso. Alguns deles são:

  • Mais flexibilidade;
  • Melhora na postura:
  • Redução de dores no corpo;
  • Fortalecimento da estrutura óssea;
  • Melhor condicionamento físico.

O problema é que muita gente ainda pensa que todo e qualquer exercício físico é apropriado para fortalecer o aparato muscular.

Entretanto, não é bem assim: se esse é o seu objetivo, é preciso praticar as modalidades apropriadas para tal. Confira algumas delas a seguir:

Treinamento funcional

O treinamento funcional integrado conquistou adeptos em academias Brasil afora nos últimos anos.

O motivo? Simples: o grande poder desta modalidade para promover tanto a perda de peso quanto o fortalecimento muscular.

Outro grande atrativo da atividade é que ela se baseia quase que totalmente em movimentos que todos podem realizar de maneira praticamente inata.

Em uma sessão deste treino, você deve estar preparado para correr, subir e descer escadas, saltar sobre caixas, pular corda e agachar com pesos.

Além disso, ela oferece o contra argumento perfeito para quem afirma não ter tempo para praticar exercícios.

Como o treino funcional é muito intenso, as aulas costumam ser de curta duração, com cerca de 30 minutos.

Por fim, esta modalidade costuma surtir efeitos rápidos em quem a pratica.

Em poucas semanas, os alunos costumam sentir uma melhora no condicionamento físico e na força. Caso a dieta seja adequada, também tende a haver perda de peso.

Pilates

Quem não pode praticar atividades físicas muito intensas por questões de saúde, ou simplesmente prefere uma modalidade de impacto mais baixo, também tem maneiras de conquistar músculos mais fortes.

Uma delas é a prática do pilates.

A modalidade, criada por Joseph Pilates, vê o abdômen como o centro do corpo. Assim, todos os exercícios acabam por fortalecê-lo.

Além disso, ele normalmente é feito com aparelhos de pilates, como molas e elásticos, dispensando itens típicos da musculação, como anilhas e halteres.

Outra vantagem desta atividade é que o fortalecimento muscular não é o seu único benefício.

O pilates também trabalha muito com a flexibilidade e a postura, o que pode ser um alento para quem sofre de dores crônicas nas costas.

Além disso, profissionais que frequentaram um curso de pilates avançado também dão aulas em academias, usando os instrumentos disponíveis nestes locais, como bolas e elásticos.

Deste modo, quem já é filiado a um estabelecimento do tipo pode aderir à modalidade sem nenhum custo extra.

No entanto, vale a pena ressaltar que ela demanda compromisso: uma sessão perdida sequer já pode comprometer os resultados.

Yoga

Apesar de ser mais famosa pelos benefícios à saúde mental, minando o stress, a yoga também pode ser de grande valia para quem almeja ter músculos mais fortes.

Isto porque a modalidade faz uso de exercícios que acionam vários músculos de uma só vez, contribuindo para sua força e flexibilidade.

Assim como no caso do pilates, atualmente boa parte das academias oferece aula de yoga para iniciantes, e, algumas também oferecem sessões para os praticantes mais avançados.

Deste modo, quem já é aluno do estabelecimento pode usufruir de todos os seus benefícios sem pagar a mais por isso.

Outra vantagem é que boa parte dos exercícios que compõem a modalidade podem ser praticados sem aparelho algum: basta adquirir um tapete de yoga para praticá-la em praticamente qualquer lugar.

Musculação

A musculação é, sem sombra de dúvidas, a modalidade preferida de quem assume a missão de fortalecer os músculos.

Nela, o aluno trabalha diversos grupos musculares, com a ajuda de aparelhos específicos ou de pesos livres, como halteres e anilhas, alterando repetições e intervalos.

Ela é popular por vários fatores. Uma delas é o fato de que praticamente todas as academias a oferecem.

Além disso, como há centenas de exercícios possíveis, pode-se criar sempre treinos novos, de modo que o corpo não estacione e o progresso continue.

Por fim, quem se dedica a ela sente os resultados em pouco tempo, o que serve de motivação para seguir praticando a modalidade.

Entretanto, ela também exige cuidados, como fazer um aquecimento apropriado antes de treinar, seguir todas as orientações do professor e fazer intervalos entre as repetições. Do contrário, tudo que o aluno vai conseguir são lesões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *