Saiba como superar seu medo de nadar

Superar o medo de nadar pode ser difícil. Pode impedir que muitas pessoas aprendam a nadar, mas não precisa ser assim.

O vencedor da medalha de ouro olímpica do Rio 2016, Adam Peaty, tinha medo da água quando criança. Ele trabalhou esse medo para superá-lo e se tornou um campeão.

Então, se você está nervoso de entrar na piscina, não se preocupe, você não está sozinho e a ajuda está ao seu alcance em aulas de natação para quem tem medo.

A maioria das academias oferece aulas para adultos em um ambiente amigável e de apoio, e você conhecerá muitas pessoas passando pela mesma experiência que você.

O que é aquafobia?

Esse tipo de fobia geralmente pode ser atribuída a um único incidente na vida de uma pessoa em que ele ou ela entrou em pânico na água.

Além disso, os adultos que não sabem nadar normalmente têm pelo menos um dos pais com aquafobia e podem até ter feito aulas de natação tradicionais quando eram crianças, aulas de ginástica ou aula dança, mas, por alguma razão, nunca se sentiram à vontade no ambiente aquático.

As pessoas têm dificuldades em se adaptar fisiologicamente ou psicologicamente ao ambiente leve da água, mas escondem e inventam desculpas para ficar fora da água.

Assim como o medo das alturas, o medo das profundezas é um mecanismo de defesa.

Esses medos são absolutamente intuitivos. No entanto, nossa cultura recreativa nos faz acreditar que a natação e os esportes aquáticos são uma parte normal da vida.

Tudo na vida, aliás, requer treino e adaptação, desde uma aula de step até aulas de inglês ou francês. Assim, uma academia especializada pode ajudar adultos a se desenvolverem melhor no meio aquático.

A água quente e profunda (para ajudar os alunos a desenvolver autoconfiança) ajuda tremendamente a fazer com que os adultos se sintam à vontade na água.

Então, faça sessões que durem pelo menos algumas horas com instrutores mais velhos que estejam confortáveis ​​trabalhando com outros adultos.

Embora muitos centros recreativos municipais, clubes e associações ofereçam algum tipo de programação para adultos aprenderem a nadar, eles podem experimentar vários graus de sucesso, pois ensinar adultos a nadar é uma área bastante especializada.

A maioria dos adultos não quer nadar em uma competição. Ao contrário disso, esses adultos querem superar o medo e aprender a nadar em estilo livre para que possam ir ao clube ou à comunidade e serem independentes.

Para se aquecer antes da natação, pense em fazer exercicios de pilates na academia em que você está matriculado.

Dicas para ajudar a superar o medo de nadar

  • Comece por molhar os pés e tente mergulhar gradualmente na água;
  • Fique na água o suficiente para jogar água no rosto como se estivesse lavando-o;
  • Pense em imagens positivas enquanto você está espirrando água no seu rosto;
  • Tente prender a respiração sob a água e expire na água;
  • Segure na borda da piscina e pratique chutes com o corpo esticado;
  • Não se apresse em progredir;
  • Lembre-se que você não está sozinho;
  • Faça uma aula de alongamento antes de entrar na piscina, para relaxar.

No começo, é natural que os alunos sintam uma perda de controle na água. É o mesmo sentimento ao de alguém sentado em uma cadeira experimentaria se a gravidade fosse repentinamente desligada.

Se você flutuasse para fora da sua cadeira, sua frequência cardíaca aumentaria drasticamente, porque você seria pego de surpresa.

Então, lembre-se que seu objetivo é reduzir a frequência cardíaca e ficar “em paz com a água”. Para tanto, mantenha-se flutuando, deslizando, rolando e eventualmente realizando hidroginástica.

Mantenha-se, portanto, ocupado, fazendo coisas suaves, delicadas e extremamente fáceis. Dessa forma, você vai se ajustar rapidamente ao meio aquático, assim como quando veste um kimono para competição. Tudo é questão e adaptação e perseverança.

Qualquer um que entra na piscina sentindo-se oprimido pelo medo de vergonha, falhando ou ficando fora de controle, ou que entra em modo de fuga/luta, terá um tempo terrivelmente difícil de ouvir e aprender sobre o coração acelerado e os pensamentos acelerados, com terapeutas aquáticos.

Por isso, deve-se, primeiro, tratar o medo e a ansiedade que pode afetar os alunos física e emocionalmente para diminuir o medo e recuperar o controle. Portanto, não hesite em procurar ajuda de um profissional para ajudá-lo nessa etapa inicial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *