Alguns cuidados com os pacientes hospitalares

tratamento

Os espaços hospitalares precisam estar sempre preparados para oferecer uma estrutura adequada, moderna e avançada para atender eficientemente aos seus pacientes tanto em questões físicas como em seu quadro de funcionários.

Um dos equipamentos essenciais para o devido funcionamento dessas instituições é a Unidade de tratamento de ar comprimido responsável por fazer a limpeza/filtragem do ar necessária para o cotidiano institucional. Entre as vantagens do uso desse equipamento destacam-se:

  • Não precisa de energia;
  • Remove quase todo o óleo do ar;
  • Possui um formato portátil;
  • Baixos índices de manutenção;
  • Remove quase toda a água do ar;
  • Não possui diminuição do desempenho.

O processo realizado pela Unidade de tratamento de ar comprimido, com o uso dos filtro adequados, permite a eliminação de partículas sólidas (filtro de partículas), a eliminação de odores (filtros absorventes, carvão ativo) e a eliminação de condensado (separadores de condensado ou filtros coalescentes).

A manutenção de compressores de ar

Os compressores de ar se caracterizam por serem equipamentos responsáveis por comprimirem o ar atmosférico para então armazená-lo em um reservatório o qual precisa estar vinculado a uma Unidade de tratamento de ar comprimido, como aquela que foi apresentada a pouco.

Além disso, o equipamento precisa também liberar o ar com pressão e força elevadas para auxiliar em diversos processos médicos e hospitalares.

É importante sempre estar atendo à necessidade de se fazer a manutenção de compressores a qual pode possui dois tipos: a preventiva e a corretiva.

A primeira delas se caracteriza por evitar possíveis problemas que o aparelho possa obter conforme está em funcionamento, já a segunda dever ser aplicada para solucionar um defeito existente.

Tanto a manutenção de compressores preventiva como a corretiva são importantes para o funcionamento adequado da Unidade de tratamento de ar comprimido e também para o prolongamento da vida útil do produto. Elas devem ser feitas sempre que for necessário, no caso da preventiva é preciso uma certa regularidade em sua realização.

A manutenção de compressores possui cinco procedimentos que são essenciais: a troca de óleo, a limpeza semanal, a checagem da tensão da correia, os testes de segurança e a limpeza do filtro de admissão.

No caso de pessoas ou instituições que precisam de um compressor, mas não podem comprá-lo ou mesmo não querem, podem optar pelo aluguel desse produto, assim também não precisam se preocupar com a manutenção.

Exames, check up e atendimento domiciliar

Outros pontos importantes de se estar atento em espaços hospitalares, além das questões estruturais da Unidade de tratamento de ar comprimido e da manutenção de compressores, são os exames de rotina e também o check up geral, isso sem deixar de lado o atendimento domiciliar, o qual pode ser algo extremamente necessário para determinados pacientes.

Ambos são importantes para diagnosticar possíveis doenças ou o começo delas para que possam ser sanadas por meio do tratamento adequado para cada caso.

Os exames de rotina e o check up geral permitem ao médico verificar se alguns órgãos específicos estão funcionando corretamente, tais como o coração, o rim e o figado. Os alguns desses exames são:

  • Pressão arterial;
  • Glicemia e colesterol;
  • Hemograma;
  • Ecocardiograma;
  • Triglicerídeos;
  • Ureia e creatinina;
  • Ácido úrico;
  • Eletrocardiograma e teste ergométrico;
  • Papanicolau;
  • PCR;
  • Exame de urina e de fezes;
  • Mamografia.

Em pessoas saudáveis, recomenda-se que os exames de rotina ou check up geral sejam realizados a cada dois anos. Em indivíduos com algum risco de doença o tempo cai pela metade, um ano.

Já nos casos em que o paciente possui doenças crônicas é importante a realização semestral desses exames conforme a necessidade de cada um, para que seja identificado as novas demandas relacionados ao tratamento.

Além disso, há muitos casos de pacientes que possam vir a precisar de uma Consulta médica domiciliar.

Existem pessoas que, devido à idade avançada, possuem muitas dificuldades para se deslocar para os espaços hospitalares adequados, por conta disso essas formas de atendimento domiciliar acabam sendo meios eficientes para um atendimento personalizado e, ao mesmo tempo, evitando os transtornos referentes à locomoção desnecessária.

E por fim, é importante destacar que mesmo alguns exames de rotina podem podem ter o material recolhidos no próprio domicílio do paciente (como o serviço de enfermagem domiciliar) facilitando ainda mais o trabalho e mantendo o conforto e o tratamento deste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *