Vai viajar para a Argentina? Então veja essas dicas!

A América Latina é um conjunto de países que possui a cultura muito diversa e rica, além de um passado em comum.

É fato que todos os países desse continente possuem algum tipo de relação econômica, podendo ser citado o famoso Mercosul e isso resulta em diversas vantagens para os turistas que querem transitar entre eles.

Mesmo assim, muitas pessoas preferem planejar viagens para locais mais distantes, como a América do Norte ou a Europa. Essas pessoas estão perdendo muita diversão e aprendizado!

Você já pensou em ir para a Argentina?

Esse país tão próximo do Brasil possui uma culinária cuja especialidade são as carnes (item tão adorado pelos brasileiros) e pontos turísticos de tirar o fôlego, por exemplo:

  • A Patagônia;
  • Península Valdés;
  • Ushuaia (a cidade do fim do mundo);
  • Campo de Gelo Sul;
  • El Chaltén;
  • Paso de San Francisco.

Isso sem contar com as incríveis estradas argentinas, cujo caminho é repleto de belas paisagens. Alguns exemplos são Ruta 3 e Ruta 40, que fazem do caminho de qualquer viajante um verdadeiro deleite.

Que moeda levar?

Aos interessados nessas maravilhas que decidiram fazer viagem, ficam as dúvidas quanto aos detalhes técnicos. A principal é acerca da moeda.

O melhor é comprar peso argentino no brasil, fazer o câmbio do real para o peso já na Argentina ou comprar dólar no Brasil e levar essa moeda para lá?

A única resposta que não varia conforme a estação do ano é que é desvantajoso comprar o peso em território brasileiro.

No geral, acaba sendo mais caro, a menos que você realize o câmbio em Foz do Iguaçu, local que atrai público argentino.

Para saber se a cotação de um estado é ou não boa é preciso que se compare o valor ao Banco Nación (argentino).

Quanto a fazer a conversão ou não do dolar para real, a dica é levar real se for verão e leva dólar se for inverno.

Isso se justifica na oscilação de cotas altas e baixas do real na Argentina, controlada pela presença maior ou menor de turistas brasileiros e pela quantidade de argentinos que viajam para o Brasil.

A dica é sempre procurar fazer a conversão em Buenos Aires, seja do real para o peso ou do dólar para o peso.

Como ter uma viagem transformadora?

O primeiro passo para se sentir em uma realidade completamente diferente é mudar a própria aparência.

Simples cortes de cabelo  são capazes de aumentar a auto-estima e gerar sensação de renovação em qualquer um.

Algumas pessoas acham muito divertido mudar sua aparência ao chegar no país de destino, pois a estética muda de local para local e isso faz com que aproveitem a visita completamente.

O modo como as pessoas se vestem e se arrumam é uma parte importante da cultura.

Embora o padrão de beleza argentino não seja tão diferente do brasileiro, é mais fácil encontrar um Especialista em loiros e voltar para o Brasil com um tom perfeito.

Diferentes técnicas de hidratação e outros tratamentos capilares vão atrair os mais vaidosos. A graça é de fato mergulhar naquele novo ambiente, vivendo como os seus habitantes.

Para aqueles que não são tão interessados no mundo da moda e beleza, é possível procurar por uma Escola de dança sapateado.

A arte argentina é encantadora e a dança é muito explorada, contendo diversos estilos próprios, com o romântico e sofisticado toque argentino.

Um dos destaques é o sapateado, que envolve muito treinamento e coordenação motora, sendo uma das dança mais divertidas que existem.

Para quem já costumava ter aula de dança no Brasil, isso será ainda mais interessante, pois poderá estabelecer um paralelo comparativo.

As danças mais tradicionais desse país são o tango, o malambo (coreografada e especialmente para homens), a cumbia, a chacarera e outras.

Geralmente, contam com trajes específicos e mostram a história do país. Basta escolher qual te cativa mais!

Por fim, a conclusão é que você não precisa ir muito longe para ter uma viagem que mudará a sua vida.

A Argentina possui belas paisagens, pontos turísticos, culinária e tantos outros pontos positivos, incluindo um povo simpático e hospitaleiro.

O único cuidado a se tomar é se planejar para não acabar gastando mais do que poderia com a troca de moeda, fazendo a troca nos locais indicados e se atentando à época do ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *